FILOSOFIA PARA TODOS: 95 obras inéditas para download

Segue abaixo lista inédita com mais ou menos 95 obras de filosofia, composta em sua maioria por coletas em nosso grupo(Arquivos Kronos). Agradecemos aos semeadores.

Boa leitura!

https://drive.google.com/folderview?id=0B4UG_F2QeFUlUDEzLVZMUldvX28&usp=sharing

  • AGOSTINHO, Santo. Confissões; De magistro [coleção os pensadores]
  • ALVES, Rubem. Filosofia da ciência
  • BACHELARD, Gaston. A poética do espaço
  • BERLIN, Isaiah. Quatro ensaios sobre a liberdade
  • BONOMI, Andrea. Fenomenologia e estruturalismo
  • BUTLER, Judith. El genero en disputa [español]
  • BUTLER, Judith. Lenguaje, poder e identidad [español]
  • BUTLER, Judith. Marcos de Guerra [español]
  • BUTLER, Judith. Mecanismos psíquicos del poder [español]
  • BUTLER, Judith. Problemas de Genero 1-2
  • BUTLER, Judith. Sujetos del deseo – reflexiones hegelianas en la Francia del siglo XX
  • BUTLER; ATHANASIOU. Dispossession – the performative in the political
  • BUTLER; HABERMAS; TAYLOR. The Power of Religion in the Public Sphere
  • BUTLER; LACLAU; ZIZEK. Contingencia, hegemonia, universalidad
  • BUTLER; SCOTT. Feminists theorize the political
  • CIORAN, Emil. Silogismos da Amargura
  • DAVIDSON, Donald. Ensayos sobre acciones y sucesos
  • DELEUZE, Gilles. Francis Bacon – lógica da sensação
  • DELEUZE; GUATTARI. Mil platôs – capitalismo e esquizofrenia, vol. I
  • ENGELS, F. A Origem da Família, da Propriedade Privada e do Estado
  • FEUERBACH, L. Princípios da filosofia do futuro
  • FLUSSER, Vilém. Filosofia da Caixa Preta – Ensaios para uma futura filosofia da fotografia
  • GAGNEBIN, Jeanne Marie. Historia e narração em Walter Benjamin
  • GAGNEBIN, Jeanne Marie. Lembrar Escrever Esquecer
  • HAACK, Susan. Filosofia das lógicas
  • HAMLYN, D. Uma história da filosofia ocidental
  • HARDT; NEGRI. Império
  • HEGEL, G. Enciclopedia de las ciencias filosóficas [español]
  • HEIDEGGER, Martin. Nietzsche. Tomo I
  • HEIDEGGER, Martin. Nietzsche. Tomo II
  • HUME, D. Resumo de um tratado da natureza humana
  • HYPPOLITE, Jean. Ensaios de Psicanálise e Filosofia
  • KANT, I. A paz perpétua
  • KENNY, Anthony. História Concisa da Filosofia Ocidental
  • KIERKEGAARD, Sören. El concepto de la angustia
  • KOJÈVE, A. Introducao a leitura de Hegel
  • KONDER, Leandro. Hegel – a razão quase enlouquecida
  • LATOUR, Bruno. A vida de laboratório
  • LUKÁCS, G. Introdução a uma estética marxista
  • LUKÁCS, G. The sociology of modern drama
  • MACHADO, Roberto. Deleuze, a arte e a filosofia
  • MARCONDES, Danilo. Introdução à história da filosofia
  • MARCUSE, Herbert. Algumas implicações sociais da tecnologia moderna
  • MARX, Karl. A ideologia alemã (boitempo)
  • MARX, Karl. Diferencia general entre filosofia democritea y epicurea de la naturaleza [Tese de Doutorado 1841]
  • MARX, Karl. O capital
  • MARX, Karl. Sobre a questão judaica
  • MÉSZÁROS, István. A Atualidade Histórica da Ofensiva Socialista
  • MÉSZÁROS, István. A Educação Para Além do Capital
  • MÉSZÁROS, István. A Necessária Reconstituição da Dialética Histórica
  • MÉSZÁROS, István. A Obra de Sartre
  • MÉSZÁROS, István. Aspects of History and Class Consciousness
  • MÉSZÁROS, István. Bolívar and Chávez – The Spirit of Radical Determination
  • MÉSZÁROS, István. Crise Estrutural Necessita de Mudança Estrutural
  • MÉSZÁROS, István. El Desafio y La Carga Del Tiempo Histórico
  • MÉSZÁROS, István. Entrevista – Marxismo, sistema do Capital e Socialismo Hoje
  • MÉSZÁROS, István. Filosofia, Ideologia e Ciência Social
  • MÉSZÁROS, István. Lukács Concept of Dialectic
  • MÉSZÁROS, István. O Desafio e o Fardo do Tempo Histórico – Conferência
  • MÉSZÁROS, István. O Século XXI – Socialismo ou barbárie
  • MÉSZÁROS, István. Para Além do Capital
  • MÉSZÁROS, István. Reflections on the New Internacional
  • MÉSZÁROS, István. Socialismo o Barbarie
  • MÉSZÁROS, István. Structural Crisis Needs Structural Change
  • MÉSZÁROS, István. The Challenge and Burden of Historical Time
  • MÉSZÁROS, István. The Communal System and the Principle of Self Critique
  • MÉSZÁROS, István. The Dialectic of Structure and History – An Introduction
  • MÉSZÁROS, István. The Work of Sartre
  • MILL, John Stuart. Princípios de Economia Política – Vol I
  • MUSSE; LOUREIRO. Capítulos do marxismo ocidental
  • NIETZSCHE, F. A filosofia na época trágica dos gregos
  • NIETZSCHE, F. A filosofia na idade trágica dos gregos
  • NIETZSCHE, F. A visão dionisíaca do mundo
  • NIETZSCHE, F. Escritos de Retórica
  • NIETZSCHE, F. Introdução à tragédia de Sófocles
  • NIETZSCHE, F. Sobre verdade e mentira
  • NIGRO, Rachel. A virada linguistico pragmatica e o pós-positivismo
  • PALMER, R. Hermeneutica
  • PELBART, Peter. O avesso do niilismo cartografias do esgotamento
  • RANCIÈRE, J. A ficção documental
  • RANCIÈRE, J. Aisthesis. Scenes from the Aesthetic Regime of Art
  • RANCIÈRE, J. Momentos politicos
  • RUSSELL, Bertrand. El ABC de la relatividad
  • RUSSELL, Bertrand. Funções de um professor
  • RUSSELL, Bertrand. Mysticism and logic and other essays
  • RUSSELL, Bertrand. Our knowledge of the external world
  • RUSSELL, Bertrand. The conquest of happiness
  • SAFATLE, V. Curso sobre Hegel
  • SIMONDON, G. A gênese do indivíduo
  • SLOTERDIJK, Peter. Critica de la razon cinica
  • SLOTERDIJK, Peter. Mobilização copernicana e desarmamento ptolomaico
  • SLOTERDIJK, Peter. O desprezo das massas
  • SLOTERDIJK, Peter. Regras para o parque humano (uma resposta à carta de Heidegger)
  • SLOTERDIJK, Peter. Temperamentos filosóficos – de Platón a Foucault
  • SLOTERDIJK, Peter. Textos
  • UHLMANN, Günter Wilhelm. Teoria geral dos sistemas

Fonte: http://sociedadedospoetasamigos.blogspot.com.br/2015/03/filosofia-95-obras-ineditas-para.html

 

A INFORMAÇÃO COMO “QUESTÃO INEXORÁVEL”

Entre os dias 23 e 26 de outubro de 2011, aconteceu o XII Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação – XII ENANCIB 2011, na Universidade de Brasília (UnB, DF), cujo tema foi: “Políticas de Informação para a Sociedade”. Na ocasião, apresentamos o trabalho intitulado INFOEDUCAÇÃO QUILOMBOLA: UMA PERSPECTIVA DE DIÁLOGO ENTRE SABERES”. Disponível em http://estacaomemoriacamburi.files.wordpress.com/2012/02/sdc13111.jpg

Nos intervalos de apresentação de trabalho, o editor da http://estacaomemoriacamburi.wordpress.com/ – Edison Santos – conversou muito sobre Informação, Filosofia, Epistemologia e textos de Mário Ferreira dos Santos, com o jovem pesquisador Robson Ashtoffen e o professor Marcos Mucheroni; ambos trabalham em parceria no Núcleo de Pesquisa em Produção Científica (NPC), do Departamento de Biblioteconomia e Documentação (CBD), o Projeto O Pensamento Vivo da Informação que trata do atual e complexo tema da Informação.

Segundo o amigo e pesquisador, Robson Ashtoffen, que entrevistou o Prof. Dr. Rafael Capurro, fundador e diretor do Informational Center for Information Ethics, a Informação deve ser pensada como uma questão, sobretudo, quando é absorvida como o foco principal das mudanças sociais e de múltiplas visões atualmente, no Brasil e no mundo. Ashtoffen vem pesquisando e construindo uma forma teórica e prática sobre o tema Informação na sociedade, a partir de uma visão ontológica, que corresponde ao acesso e a conseguinte possibilidade de transformação social, pensando-se no “quem” e não no “que”. O projeto da série Pensamento Vivo da Informação se deu na oportunidade em que o pesquisador viajou para Portugal, onde permaneceu por um semestre, ao longo do qual pode entrar em contato com professores europeus e desenvolver entrevistas, cujos resultados podem ser conferidos nos links abaixo:

http://www.youtube.com/playlist?list=PLgXB4DCDYuTCaa7b9ODnxQy6OgeuiO5hS

http://www.youtube.com/playlist?list=PLgXB4DCDYuTC9I1ZWWLoQyCGp8hHX4naF

http://www.youtube.com/playlist?list=PL0AB36714A436CDF6&feature=view_all

http://www.youtube.com/playlist?list=PLgXB4DCDYuTDQOzcnEI70p0VdPka0l2oG

O intuito final do trabalho é constituir um corpus para análise da complexidade do termo Informação e sua complexidade como conceito, “todavia, inexorável para o nosso tempo”.

Fonte: http://www3.eca.usp.br/noticias/ex-aluno-da-eca-desenvolve-pesquisa-sobre-informa-o

Fortalecendo a imprensa independente e a livre expressão

Uma revista digital que acredita na transformação do Ser

A revista NOVA E (http://www.novae.inf.br) nasceu em 5 de outubro de 1999 e não tem aporte de nenhum grupo financeiro. É um ponto de debate sobre temas hiperlinkados com a sociedade do conhecimento, cibercultura, inclusão digital, comportamento, ativismo de transformação, nova economia, política, cultura, literatura, mídia, filosofia, vida sustentável, ciência, religação, metafísica e cidadania. Conta com produção jornalística própria, na forma de entrevistas, reportagens, matérias especiais e um time de colaboradores e parceiros de primeira linha, que tem como recompensa estar participando dessa iniciativa dentro de avançados conceitos colaborativos: uma iniciativa inédita de open source editorial, em que as idéias ganham novas cores que, somadas inteligentemente a outras, resultam em uma publicação de personalidade surpreendente. Leia a seguir as principais novidades desta semana:

  • Especial

Dissemine WikiLeaks. Seu futuro está em jogo
http://www.novae.inf.br/site/modules.php?name=Conteudo&pid=1749

  • Por que o mundo precisa do WikiLeaks

Asssista entrevista com o criador Julian Assange
http://www.novae.inf.br/site/modules.php?name=Conteudo&pid=1754

  • O bom combate

O que está em jogo é a liberdade de expressão na Internet, Chico Villela

http://novae.inf.br/blog/?p=891

  • O 1º preso político global da internet e a Intifada eletrônica

Idelber Avelar – Julian Assange é o primeiro geek caçado globalmente: pela superpotência militar, por seus estados satélite e pelas principais polícias do mundo. É um australiano cuja atividade na internet catupultou-o de volta à vida real com outra cidadania, a de uma espécie de palestino sem passaporte ou entrada em nenhum lugar.
http://www.novae.inf.br/site/modules.php?name=Conteudo&pid=1753

  • Piratas vingadores e espiões em diligência

O caso WikiLeaks tem uma dupla leitura. Por um lado, revela-se um escândalo aparente, um escândalo que só escandaliza por causa da hipocrisia que rege as relações entre os Estados, os cidadãos e a Comunicação Social. Por outro, anuncia profundas alterações a nível internacional e prefigura um futuro dominado pela recessão.
http://www.novae.inf.br/site/modules.php?name=Conteudo&pid=1752

  • A verdade ganhará sempre

Umberto Eco – A WikiLeaks cunhou um novo tipo do jornalismo: o jornalismo científico. Trabalhamos com outros serviços informativos para trazer as notícias às pessoas, mas também para provar que é verdade. Por Julian Assange, publicado no The Australian. Em 1958 o jovem Rupert Murdoch, então proprietário e editor de The News de Adelaide, escreveu: “na corrida entre segredo e verdade, parece inevitável que a verdade ganhe sempre”.
http://www.novae.inf.br/site/modules.php?name=Conteudo&pid=1751

  • Uma revolução começou — e será digitalizada

Umberto Eco – A diplomacia sempre incluiu jantares com as elites dominantes, acertos de bastidores e encontros clandestinos. Agora, na era digital, os relatos de todas estas festas e diálogos aristocráticos pode ser reunido numa enorme base de dados. Uma vez recolhidos em formato digital, é muito fácil compartilhá-los.
http://www.novae.inf.br/site/modules.php?name=Conteudo&pid=1750

  • O que a mídia ainda não viu em WikiLeaks

[Por David Brook] Começo por sugerir que políticos e jornalistas a pedir a cabeça de Julian Assange numa bandeja são como brincadeira de criança para ele. Enquanto todos os olhos rastreiam o misterioso albino internacional, a infraestrutura humana e física de um movimento muito maior e mais amplo, mais difuso, continua a crescer e a consolidar-se bem longe dos holofotes. Se Assange for assassinado amanhã, se todos os servidores de WikiLeaks forem desligados por algumas horas, ou dias, ou para sempre, nada de fundamental de fato mudará.
http://www.novae.inf.br/site/modules.php?name=Conteudo&pid=1748

  • EUA e a “Estratégia dos 5 Pilares”, do Mossad, para o Irã

[Por Farhang Jahanpour] O mais alarmante, no pacote de arquivos recentemente vazados por WikiLeaks, é o quanto os políticos norte-americanos e seus aliados israelenses vivem obcecados com o Irã. Ninguém fala das colônias israelenses na Cisjordânia, na invasão israelense ao Líbano, dos crimes de guerra em Gaza, do ataque à Flotilha da Paz, do arsenal de centenas de ogivas atômicas que se acumulam em Israel. Todos só falam sobre e pensam em e preocupam-se com o enriquecimento de urânio no Irã. É como se o único problema fosse decidir quem – Israel ou os EUA – atacará primeiro o Irã.
http://www.novae.inf.br/site/modules.php?name=Conteudo&pid=1747

  • Wikileaks e os arquivos secretos da guerra afegã

[Antonio Martins] Como uma ferramenta colaborativa da internet revelou o desastre militar que Washington tenta ocultar — e está perturbando poderes econômicos e políticos, ao tornar públicos seus segredos.
http://www.novae.inf.br/site/modules.php?name=Conteudo&pid=1551 

Fonte:  http://www.novae.inf.br/